quinta-feira, 30 de julho de 2009

ESPECIAIS


Ontem atendi, à pedido de uma amiga minha querida, um paciente especial.
Fiz pós graduação em prótese e amo atender gente mais velha e pacientes adultos... raramente atendo pacientes especiais. Mas fiquei surpresa como essas pessoas podem ser queridas e tranquilas em uma consulta.
E isso me fez pensar um pouco: eu atendo tanta gente insegura, tanta gente ansiosa, com medo enorme de dentista - jovens, velhos, homens e mulheres. Não seriam todos eles pacientes especiais também??
Claro que a nomenclatura vem da necessidade especial que aquela pessoa tem, mas nem sempre isso quer dizer que os outros não devam ser tratados como especiais. E isso vale para nossa vida como um todo.
Uma vez tive uma amiga (tive, porque perdemos o contato - ou o ponto de contato) que me disse que só tinha amigas de um certo nível intelectual parecido com o dela para cima; que suas amigas tinham que ter um padrão que ela tinha estabelecido ou essa pessoa nao era considerada legal. Isso, na época me fez pensar que essa teoria é totalmente furada!! Eu tenho amigas queridas de todos os tipos de estilo financeiro e intelectual e estético e hetário e não acho que elas têm que ser desmerecidas de sua condição especial. Cada uma contribui de uma maneira na minha vida: a melhor amiga para compras, a melhor amiga para me abrir num momento triste, a melhor amiga para a balada, a melhor amiga para trabalhar, a melhor amiga para fazer ginástica, a melhor amiga virtual...são tantas as opções.
As pessoas nao deviam ser tratadas objetos passíveis de descarte só porque não fazem parte de uma "normalidade". Quem inventou que todos devemos nos rotular e caber num determinado padrão?? Quero pontos de contatos de todos os lados e não só de um tipo. Se isso fosse o certo, teríamos apenas molares na boca, não acham??

sil e o tico - meu paciente especial!

8 comentários:

Kellen disse...

Parabéns amiga!
Concordo com vc.
Nossa vida é um jardim com flores e plantas de espécies diferentes. Tenho certeza que cada um acrescenta em nossas vidas alguma coisa de maneira diferente. Se todos fossem iguais...que sem graça seria!!! rsrs
Bjs

Marcelle disse...

Que lindinho isso...concordo plenamente, pois ninguém nasceu juiz nessa vida!!

Gabriela Facchini disse...

Muito boom!!
Adorei o post!! Até me amocionei
:-)
hehehe
são essas coisas que fazem a vida ter um gostinho especial.
Parabéns!
Beijos!!

Jaque V. V. disse...

Ah que lindo.

Concordo totalmente, cada pessoa é única em sua condição especial, não tem como fazer uma classificação.

Bjaoo

Rod disse...

Prezada amiga Silvane,

Muito interessante o que escreveu. Concordo 100% com sua idéia. O legal de nossa vida é encontrar pessoas diferentes que nos tragam experiências e motivação.
Definir-se é limitar-se. Um beijo do amigo Rod

Elen disse...

Querida amiga!!
Sou suspeita em falar do Tico mas ele realmente é o MAXIMO você sabe o quanto ele é importante para nós da Apae o que seria de nós todas as manhãs sem o Bom dia dele.
E pode ter certeza que você especial...
Beijos Elen

osmala disse...

Olá Dra. Silvane Franco, sou o Waldemar Osmala que te adicionou no Twitter, sou o criador do porquinho que usava como avatar, não me incomodo que use ele ok? se quiser uma versão maior para usar como papel de parede você encontra aqui. http://abduzeedo.com.br/wallpaper-da-semana-49-osmala inclusive fico honrado que gostaste tando dele a ponto de usar como avatar! Abs!!! :c)

odontoblogia disse...

Muito legal este post. Ja atendi alguns pacientes especiais e tendo carinho e um pouco de paciência se consegue fazer a maioria dos procedimentos. Parabéns pela sua iniciativa. Frank